Btn-close-sidemenu

artistas

Conheça nossos artistas, suas obras e biografia

Encontre um artista pelo nome

Nuno Ramos (1960)

Adicionar aos favoritos
Seja notificado por email quando tivermos novas obras deste artista.

Biografia do Artista

Nuno Ramos nasceu em 1960, em São Paulo, onde vive e trabalha. Formado em filosofia pela Universidade de São Paulo, é pintor, desenhista, escultor, escritor, cineasta, cenógrafo e compositor. Começou a pintar em 1984, quando passou a fazer parte do grupo de artistas do ateliê Casa 7. Desde então tem exposto regularmente no Brasil e no exterior. Participou da Bienal de Veneza de 1995, onde foi o artista representante do pavilhão brasileiro, e das Bienais Internacionais de São Paulo de 1985, 1989, 1994 e 2010. Em 2006, recebeu, pelo conjunto da obra, o Grant Award da Barnett and Annalee Newman Foundation. Dente as exposições individuais que fez, destacam-se, em 2010, as produzidas na Gallery 32, em Londres, Inglaterra; no Galpão Fortes Vilaça, em São Paulo, Brasil; e no MAM - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil. Em 2009, apresenta Mar morto (Soap Opera 2) na Galeria Anita Schwartz, no Rio de Janeiro. Em 2008, participa do projeto Respiração, da Fundação Eva Klabin, no Rio de Janeiro, com a exposição Pergunte ao. No mesmo ano, Asa branca, Funarte, Belo Horizonte, Brasil; Fodasefoice, Galpão Fortes Vilaça; Bandeira branca, CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília, Brasil, e Galeria Bernardo Marques, Lisboa, Portugal. Em 2006, Ai de mim! , Galeria Fortes Vilaça, São Paulo; Vai, vai, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo. Em 2004,Morte das casas, CCBB, São Paulo e Pinacoteca do Estado de São Paulo. Em 2003, O que são as horas?, MAP - Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte. Em 2002, Luz negra, Galeria Fortes Vilaça, e Terra da sede, Centro Universitário Maria Antônia, São Paulo. Em 1999 e 2000, realizou a primeira retrospectiva de sua obra, apresentada no Centro de Artes Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, e no MAM, São Paulo, respectivamente. Ainda em 2000, ParaGoeldi 2, Casa Vermelha, Curitiba, Brasil. Em 1996, As vezes, reconstrução da galeria da Universidade Federal do Espírito Santo, em Vitória, Brasil, com modelo 10% menor que o original e em seu próprio interior; eParaGoeldi, AS Studio, São Paulo. Em 1995, 46ª Bienal de Veneza, Itália; Milky Way, Brooke Alexander Art Gallery, Nova York, EUA. Em 1994, Montes, Sesc Pompéia, São Paulo. No final de 1992, apresenta, na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, 111, obra produzida sob o impacto do assassinato de 111 presidiários na invasão da Casa de Detenção do Carandiru, em São Paulo, ocorrida em outubro daquele ano. Também em 1992, expõe no Centro de Estudos Brasileiros, Assunção, Paraguai. Nas exposições coletivas de que participou destacam-se, em 2010, a XXIX Bienal Internacional de São Paulo. Em 2008, De perto e de longe - Paralela 08, Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo; eGod Is Design, Galpão Fortes Vilaça. Em 2005, 5ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 29º Panorama de arte brasileira, MAM, São Paulo. Em 2004, Afinidades e diversidades, Projeto Carlton Encontro com Arte, São Paulo - exposição conjunta com o americano Frank Stella, influência importante em sua obra. Em 2003, Novas aquisições 2003 - Coleção Gilberto Chateubriand, MAM, Rio de Janeiro, e Marcantonio Vilaça - Passaporte contemporâneo, MAC/USP - Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. Em 2000, O trabalho do artista, Instituto Itaú Cultural, São Paulo; e a exposição itinerante Ultrabaroque - Aspects of Post Latin American Art, Museum of Comtemporary Art, San Diego, EUA/Museu de Arte de Porto Rico, Porto Rico/Chicago Cultural Center, Chicago, EUA/Atarazanas, Valência, Espanha/Forth Worth Museum of Modern Art, São Francisco, EUA/Museum of Modern Art, Walker Art Center, Mineápolis, EUA. Em 1999, Por que Duchamp? , Paço das Artes, São Paulo. Em 1997, Fronteiras, Itaú Cultural, São Paulo. Em 1994, Mácula, XXII Bienal Internacional de São Paulo. Em 1992, Latin American Artists of the 20th Century, Sevilha, Espanha/Centre Pompidou, Paris, França/Colônia, Alemanha/MOMA - Museum of Modern Art, Nova York, EUA. Em 1989, XX Bienal Internacional de São Paulo. Em 1988, Brasil já, Museum Morsbraich, Leverkusen; Sprengel Museum Hannover, Hannover; e Galeria Landergirokasse, Stuttgart, todos na Alemanha. No mesmo ano, Modernidade, Musée de La Ville de Paris, França, e MAM, São Paulo. Em 1986, 2ª Bienal de La Habana, Havana, Cuba. Em 1985, Casa 7, MAM, Rio de Janeiro, e MAC/USP, São Paulo; XVIII Bienal Internacional de São Paulo. Em 1984, 2º Salão de Arte Contemporânea em São Paulo - Prêmio de Aquisição, São Paulo. Nuno Ramos também trabalhou como obras ao ar livre em que o elemento natural - o mar, a rocha, o solo, o tempo - era parte integrante do trabalho. Aqui, destacam-se Iluminai os terreiros (2006); Marémobília, Marécaixão e Minuano (2000); Calado e Dois irmãos (2003); Cabreúva (2001); Fornalha (1997); e Matacão (1996) . Como escritor, publicou O mau vidraceiro (2010), Ó (2008), Ensaio geral (2007), O pão do corvo (2001) e Cujo (1993) . Como cineasta, roteirizou e codirigiu com Clima, em 2002, os curtas-metragens Luz negra (ParaNelson 1) e Duas horas (ParaNelson 1) . Em 2004, roteirizou o e dirigiu o curta Alvorada. Roteirizou e codirigiu com Clima e Gustavo Moura o curta Casco, também em 2004, e Iluminai os terreiros, e 2006. Recebeu em 2009, o Prêmio Portugal Telecom de Literatura por Ó. Em 2006, ganhou o Grant Award da Bernett and Annalee Newman Foundation; o 2º Prêmio Bravo! Prime de Cultura, Artes Plásticas - Exposição; e o Prêmio Mário Pedrosa - ABCA - Associação Brasileira de Críticos de Arte. Em 2000, venceu o concurso El Olimpo - Parque de La memoria, para a construção, em Buenos Aires, de monumento em memória aos desaparecidos durante a ditadura militar argentina. Em 1987, recebeu a 1ª Bolsa Émile Eddé de Artes Plásticas do MAC/USP. E, em 1986, o Painting Prize, 6th New Delhi Triennial, Nova Délhi, Índia.

Cronologia

Exposições individuais

Exposições Individuais
1983 - São Paulo SP - Individual, no Sesc Vila Nova
1987 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Funarte
1988 - São Paulo SP - Individual, no MAC/USP
1988 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Funarte
1990 - Amsterdã (Holanda) - Individual, na Pulitzer Art Gallery
1990 - São Paulo SP - Individual, no CCSP
1990 - São Paulo SP - Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1991 - Belo Horizonte MG - Individual, na Gesto Gráfico Galeria de Arte
1991 - São Paulo SP - Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1992 - Assunção (Paraguai) - Individual, no Centro de Estudos Brasileiros. Sala Lívio Abramo
1992 - Porto Alegre RS - 111, no Instituto Estadual de Artes Visuais
1992 - Porto Alegre RS - Nuno Ramos: pinturas, no MAC/RS
1993 - São Paulo SP - 111, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1994 - São Paulo SP - Montes, no Sesc Pompéia
1995 - Nova York (Estados Unidos) - Milky Way, na Brooke Alexander
1996 - Orlândia SP - Matacão (obra permanente)
1996 - São Paulo SP - Para Goeldi, no As Studio
1996 - Vitória ES - As Vezes, na Ufes. Galeria de Arte e Pesquisa
1997 - Assunção (Paraguai) - Manorá, no Centro de Estudos Brasileiros
1997 - São Paulo SP - Afogadas, no Masp
1997 - Rio de Janeiro RJ - Afogadas, no Centro de Arte Hélio Oiticica
1998 - Madri (Espanha) - Noites Brancas, na Arco
1998 - Rio de Janeiro RJ - Fungos, no Museus Castro Maya. Museu da Chácara do Céu
1998 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Funarte
1998 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Paço Imperial, Projeto Atelier Finep
1998 - São Paulo SP - Fungos, na Galeria Camargo Vilaça
1999 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Centro de Arte Hélio Oiticica
2000 - São Paulo SP - Individual, no MAM/SP
2002 - São Paulo SP - Luz Negra, na Galeria Fortes Vilaça
2002 - São Paulo SP - Individual, no Centro Universitário Maria Antonia
2003 - Belo Horizonte MG - Individual, no MAP
2003 - São Paulo SP - Individual, no CCSP
2004 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Silvia Cintra Galeria de Arte
2004 - São Paulo SP - Morte das Casas, no CCBB
Exposições Coletivas
1984 - Fortaleza CE - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas
1984 - Piracicaba SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1984 - Rio de Janeiro RJ - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1984 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no MIS/SP - prêmio aquisição
1984 - São Paulo SP - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas - prêmio viagem ao exterior
1984 - São Paulo SP - Arte na Rua 2
1984 - São Paulo SP - Grupo Casa 7 e Sérgio Fingermann, no CCSP
1984 - São Paulo SP - Painéis, no Paço das Artes
1985 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1985 - Rio de Janeiro RJ - Casa 7: pintura, no MAM/RJ
1985 - São Paulo SP - 12 Artistas Paulistas, no Subdistrito Comercial de Arte
1985 - São Paulo SP - 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1985 - São Paulo SP - 8º Salão Nacional de Artes Plásticas
1985 - São Paulo SP - Casa 7: pintura, no MAC/USP
1986 - Buenos Aires (Argentina) - 1ª Bienal Latino Americana de Arte sobre Papel, no Museo de Arte Moderno de Buenos Aires - itinerante
1986 - Havana (Cuba) - 2ª Bienal de Havana
1986 - Nova Délhi (Índia) - 6ª Trienal de Nova Délhi - 1º prêmio
1987 - Belém PA - Salão Arte Pará, no Museu do Estado do Pará
1987 - Paris (França) - Modernidade: arte brasileira no século XX, no Musée d'Art Moderne de la Ville de Paris de la Ville de Paris
1988 - Leverkusen (Alemanha) - Brasil Já, no Museum Morsbroich
1988 - São Paulo SP - Anos 80, na Arco Arte Contemporânea Galeria Bruno Musatti
1988 - São Paulo SP - Homenagem a Carlos Ziccardi, na Galeria Subdistrito
1988 - São Paulo SP - MAC 25 Anos: aquisições e doações recentes, no MAC/USP
1988 - São Paulo SP - Modernidade: arte brasileira do século XX, no MAM/SP
1988 - Stuttgart (Alemanha) - Brasil Já, na Galerie Landesgirokasse
1989 - Hannover (Alemanha) - Brasil Já, no Sprengel Museum
1989 - Jaú SP - Jaú e Arte: um compromisso
1989 - São Paulo SP - 10 Artistas, no Atelier Fortunato
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1990 - Brasília DF - Prêmio Brasília de Artes Plásticas, no Museu de Arte de Brasília
1990 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no CCSP
1991 - Belo Horizonte MG - Estruturas Metálicas Brasileiras, no Galpão Embra
1991 - Caracas (Venezuela) - Brasil: la nueva generación, na Fundación Museo de Bellas Artes
1991 - Cuenca (Equador) - 3ª Bienal Internacional de Cuenca
1991 - Curitiba PR - 80/90 Formas Tridimensionais: a questão orgânica, no Museu Municipal de Arte
1991 - São Paulo SP - BR/80. pintura Brasil década 80, na Itaugaleria
1992 - Paris (França) - Latin American Artists of the Twentieth Century, no Centre Georges Pompidou
1992 - Rio de Janeiro RJ - 10 Artistas Paulistas, no MAM/RJ
1992 - Rio de Janeiro RJ - Brazilian Contemporary Art, na EAV/Parque Lage
1992 - São Paulo SP - A Sedução dos Volumes: os tridimensionais do MAC, no MAC/USP
1992 - São Paulo SP - Brazilian Contemporary Art, no MAC/USP
1992 - São Paulo SP - João Sattamini/Subdistrito, na Casa das Rosas
1992 - São Paulo SP - Quatro Artistas da Coleção Marcantônio Vilaça, na Casa das Rosas
1992 - São Paulo SP - Semana da Semana, no Theatro Municipal
1992 - Sevilha (Espanha) - Latin American Artists of the Twentieth Century, na Estación Plaza de Armas
1993 - Colônia (Alemanha) - Latin American Artists of the Twentieth Century, na Kunsthalle Kologne
1993 - Nova York (Estados Unidos) - Latin American Artists of the Twentieth Century, no MoMA
1993 - Porto Alegre RS - Anti Corpo, no Margs
1993 - São Paulo SP - A Arte Brasileira no Mundo, uma Trajetória: 24 artistas brasileiros, na Dan Galeria
1993 - São Paulo SP - Poética, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1994 - São Paulo SP - 22ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1994 - São Paulo SP - A Fotografia Contaminada, no CCSP
1994 - São Paulo SP - Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1994 - São Paulo SP - Coletiva de Esculturas, no Espaço Namour
1995 - Curitiba PR - 11ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba, na Fundação Cultural de Curitiba. Solar do Barão
1995 - Londrina PR - Arte Brasileira: confrontos e contrastes, no Pavilhão Internacional Octávio Cesário Pereira Júnior
1995 - São Paulo SP - Anos 80: o palco da diversidade, na Galeria de Arte do Sesi
1995 - Veneza (Itália) - 46ª Bienal de Veneza
1996 - Niterói RJ - Arte Contemporânea Brasileira na Coleção João Sattamini, noMAC/Niterói
1996 - São Paulo SP - Arte Brasileira Contemporânea: doações recentes/96, no MAM/SP
1996 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Camargo Vilaça
1996 - São Paulo SP - O Excesso, no Paço das Artes
1997 - Belém PA - 16º Salão Arte Pará, no Museu do Estado do Pará. Palácio Lauro Sodré
1997 - Belém PA - Arte Pará: fronteiras, no Museu de Arte do Belém
1997 - Cidade do México (México) - Así está la Cosa: instalación y arte objeto en America Latina, no Centro Cultural Arte Contemporáneo
1997 - Ciudad Bolívar (Venezuela) - 5ª Bienal Nacional de Arte Guayana, no Museo de Arte Jesús Soto
1997 - Curitiba PR - A Arte Contemporânea da Gravura, no Museu Metropolitano de Arte de Curitiba
1997 - Guayana (Venezuela) - 5ª Bienal Nacional de Arte de Guayana
1997 - São Paulo SP - 3ª United Artists: luz, na Casa das Rosas
1997 - São Paulo SP - Diversidade da Escultura Contemporânea Brasileira, na Avenida Paulista - realização Ministério da Cultura/Itaú Cultural
1997 - São Paulo SP - Tridimensionalidade na Arte Brasileira do Século XX, no Itaú Cultural
1998 - Belo Horizonte MG - Tridimensionalidade na Arte Brasileira do Século XX, no Itaú Cultural
1998 - Brasília DF - Tridimensionalidade na Arte Brasileira do Século XX, na Galeria Itaú Cultural
1998 - Niterói RJ - Espelho da Bienal, no MAC/Niterói
1998 - Penápolis SP - Tridimensionalidade na Arte Brasileira do Século XX, na Galeria Itaú Cultural
1998 - Ribeirão Preto SP - As Dimensões da Arte Contemporânea, no Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi
1998 - Rio de Janeiro RJ - Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998, no CCBB
1998 - São Paulo SP - Canibáliafetiva, na A Estufa
1998 - São Paulo SP - Fronteiras, no Itaú Cultural
1998 - São Paulo SP - Navegar é Preciso, no CCSP
1998 - São Paulo SP - O Colecionador, no MAM/SP
1998 - São Paulo SP - O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand - MAM/RJ, no Masp
1999 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Rio Gravura: Gravura Moderna Brasileira: acervo Museu Nacional de Belas Artes, no MNBA
1999 - São Paulo SP - Figuras, no MAM/SP
1999 - São Paulo SP - Por que Duchamp?, no Paço das Artes
2000 - Curitiba PR - 12ª Mostra da Gravura de Curitiba. Marcas do Corpo, Dobras da Alma
2000 - Lisboa (Portugal) - Século 20: arte do Brasil, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
2000 - Niterói RJ - Pinturas na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
2000 - São Paulo SP - Escultura Brasileira: da Pinacoteca ao Jardim da Luz, na Pinacoteca do Estado
2000 - São Paulo SP - Fim de Milênio: os anos 90 no MAM, no MAM/SP
2000 - São Paulo SP - Investigações. O Trabalho do Artista, no Itaú Cultural
2001 - Barra Mansa RJ - O Olhar Hedonista, na UBM
2001 - Oxford (Reino Unido) - Experiment Experiência: art in Brazil 1958-2000, no Museum of Modern Art
2001 - Recife PE - Políticas de la Diferencia: arte iberoamericano fin de siglo, no Centro de Convenções de Pernambuco
2001 - Rio de Janeiro RJ - A Imagem do Som de Antônio Carlos Jobim, no Paço Imperial
2001 - Rio de Janeiro RJ - Espelho Cego: seleções de uma coleção contemporânea, no Paço Imperial
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Espírito de Nossa Época, no MAM/RJ
2001 - São Paulo SP - Espelho Cego: seleções de uma coleção contemporânea, no MAM/SP
2001 - São Paulo SP - O Espírito de Nossa Época, no MAM/SP
2001 - São Paulo SP - Trajetória da Luz na Arte Brasileira, no Itaú Cultural
2002 - Brasília DF - Fragmentos a Seu Ímã, no Espaço Cultural Contemporâneo Venâncio
2002 - Niterói RJ - Diálogo, Antagonismo e Replicação na Coleção Sattamini, no MAC/Niterói
2002 - Passo Fundo RS - Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu de Artes Visuais Ruth Schneider
2002 - Porto Alegre RS - Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu do Trabalho
2002 - Porto Alegre RS - Violência e Paixão, no Santander Cultural
2002 - Rio de Janeiro RJ - 1ª Mostra Rio Arte Contemporânea, no MAM/SP
2002 - Rio de Janeiro RJ - Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 - São Paulo SP - Mapa do Agora: arte brasileira recente na Coleção João Sattamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Instituto Tomie Ohtake
2002 - São Paulo SP - Ópera Aberta: celebração, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - Paralela, no Galpão localizado na Avenida Matarazzo, 530
2002 - São Paulo SP - Rotativa Fase 2, na Galeria Fortes Vilaça
2002 - Toronto (Canadá) - Ultrabaroque: aspects of post-Latin American Art, na Art Gallery of Ontario
2003 - São Paulo SP - 2080, no MAM/SP
2003 - São Paulo SP - Arte e Sociedade: uma relação polêmica, no Itaú Cultural
2003 - São Paulo SP - MAC USP 40 Anos: interfaces contemporâneas, no MAC/USP
2003 - São Paulo SP - Marcantonio Vilaça - Passaporte Contemporâneo, no MAC/USP
2003 - Vila Velha ES - O Sal da Terra, no Museu Vale do Rio Doce
2004 - Rio de Janeiro RJ - Arte Contemporânea Brasileira nas Coleções do Rio, no MAM/RJ
2004 - Rio de Janeiro RJ - Novas Aquisições 2003: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
2004 - Rio de Janeiro RJ - Onde Está Você, Geração 80?, no CCBB
2004 - São Paulo SP - Afinidades e Diversidades, na Avenida Roque Petroni Jr., 630
2004 - São Paulo SP - Arte Contemporânea no Acervo Municipal, no CCSP
2004 - São Paulo SP - Arte Contemporânea: uma história em aberto, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
2004 - São Paulo SP - Bazar de Verão, na Galeria Fortes Vilaça

obras