Btn-close-sidemenu

artistas

Conheça nossos artistas, suas obras e biografia

Encontre um artista pelo nome

Ingres Speltri (1940)

Ingres Speltri
Adicionar aos favoritos
Seja notificado por email quando tivermos novas obras deste artista.

Biografia do Artista

Nascido em Jaú, interior do estado de São Paulo, em 20-01-l940. Desde garoto dedica-se as artes plásticas. Por influencia do pai, conhecido artista da região, começa a pintar muito cedo. Vai amadurecendo a partir das técnicas e ensinamento do mestre e logo começa a desenvolver estilo próprio. A cidade de Jaú começa a ficar pequena para sua criatividade e ousadia. Deixa para traz sua cidade e sua família e decide tentar a sorte na cidade grande: muda-se em l958 para São Paulo. Para se manter, começa a trabalhar como bancário. As dificuldades dessa fase não abafam seus instintos artísticos. Ao contrario, fazem com que esses venham com mais intensidade, como que uma forma de protesto. A angustia que encontra escape nas telas. A agitada década de l960 encontra um produtivo Ingres, que absorve toda a efervescência do período e se nutre das mais variadas fontes na busca de uma identidade para sua obra. Como resultado, participa dos principais salões de arte de São Paulo, e de outras cidades, destacando o Salão Paulista de Belas Artes e o Salão Paulista de Arte Moderna. Nessa época também participa de duas Bienais. O milagre econômico da década de 70 proporciona uma revitalização da arte como bem comercial, criando um mercado de alto valor onde alguns poucos se destacam. Ingres ingressa no time dos pintores exclusivos da Collectio, que se tornou famosa por seus grandes leilões. Nos anos 80, Ingres alcança uma maturidade e equilíbrio que o levam novamente a flertar com as raízes figurativas e mais conservadoras da cidadezinha de Jaú. Como pintor das galerias Renot e Tableau, produziu obras de grande preciosismo técnico, sem perder, porém a criatividade e ousadia que o tornaram conhecido nos anos anteriores. A partir de 90, Ingres iniciou uma nova fase de vida, passando a se dedicar à transmissão de seus conhecimentos e técnicas. Deu aulas de pintura em seu ateliê, fez parte do corpo docente da FAAP, tradicional escola de arte de São Paulo, alem de montar sua própria escola de artes plásticas na cidade de Vinhedo - SP. A variedade da obra de Ingres deu-lhe a segurança necessária para expor a seus alunos à infinita gama de técnicas e estilos na arte. Sua obra é fonte inesgotável de aprendizado, pois com ela consegue-se passear por diversas escolas e períodos da arte moderna. A versatilidade dos trabalhos do artista Ingres simplesmente reflete as diversas fases da história do homem Ingres. Uma feliz coincidência que sua vida tenha se tornado um método didático. Por mais antagônico que possa parecer, abandonou temporariamente o aprimoramento de sua pintura na fase “Fosseis” que é uma preparação para seu ambicioso projeto de pintar o Apocalipse (guerra-fome-peste-morte), para iniciar atualmente uma nova fase onde o conforto visual da beleza , com requintes da art-nouveau, art déco, e da “arts and crafts”, favorecidas pelo tema “flores”, que graças a um requinte de técnica mista, resulta em uma obra agradável de ser vista e própria para se conviver com ela. Assim Speltri passou a ser adepto da frase do psicólogo canadense Steven Pinker que disse : - “Arte é um “doce mental” – dispensável mas saborosa .” Atualmente, desde l997, continua dando aulas na Escola Panamericana de Arte, de São Paulo, e como conseqüência de sua atuação como professor, sua produção segue uma influencia direta de sua didática na qual leva os alunos a entrar nos meandros dos estilos , conceitos e técnicas da pintura, motivo pelo qual tem uma produção eclética. É autor do livro “INTRODUÇÃO -do autor - AO MUNDO DA PINTURA” ( não editado), obra autobiográfica sobre os bastidores do mundo da pintura a partir da década de 70, pela ótica de quem a vivenciou. Também autor do livro “INTRODUÇÃO A TEORIA E A PRÁTICA DA PINTURA’ (em negociação para edição), guia prático para os interessados em começar a penetrar no mundo da pintura. Em fase de revisão “ Quorum Lascivus”, “Quorum Ludicus” e “Estão Matando a Pintura”.- No momento trabalha no texto didático “ O que se deve saber sobre um curso de pintura”.- Carlos Eduardo McAllister Speltri

Cronologia

Exposições individuais

Experiência em Artes Plástica :

Citação no Dicionário dos Artistas Brasileiros de Julio Lousada – paginas 937 a 945

2007 desde 1997 – professor da Escola Panamericana de Arte - SP

1998 – e 1999 – Membro do Júri de Seleção e Premiação de Salão de Arte de Vinhedo

1996 a 1997 - professor da Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP

1988 – Affiche DArt

1986 e l980 - Membro do Júri de Seleção e Premiação do Salão Paulista de Belas Artes

1984 – Membro do Júri do Salão da AABB

1978 – Sociarte – coletiva

1976 – IX Salão de Arte Contemporânea de Santo André

1977 – Salão de Arte Contemporânea de Jundiaí
1975 – Salão de Arte Contemporânea de Campinas

1973 – Salão de Arte Contemporânea de Sorocaba

Salão de Arte Contemporânea de Campinas

1969 – II Encontro de Artes Plásticas de Atibaia

Salão de Arte Contemporânea de Santo André

1968 – Salão de Arte de São Bernardo do Campo

1967 – Salão do Eixo-Turistico Campos do Jordão-Pindamonhangaba

1966 - II Salão de Arte Religiosa Brasileira

1965 – Salão Paranaense de Belas Artes

1963 a 1970 - Salão Paulista de Arte Moderna

l963 a 1986 – Salão Paulista de Belas Artes

1956 = I salão Oficial de Belas Artes de Bauru

Exposições individuais :

1988 – Centro Cultural de São Paulo

1984 - Galeria Paulo Prado

Club Athletico Paulistano

1981 – Galeria Paulo Prado – apresentação Jose Roberto Teixeira Leite1978 – Affiche D”Art

1977 - Galeria Paulo Prado – apresentação Alberto Buetemuller

1971 - SESC – apresentação Mario Schemberg

Fonte: http://www.speltri.com

obras