Btn-close-sidemenu

artists

Learn about our artists, theirs artworks and biography

Find an artist by name

Antônio Dias (1944)

Antônio Dias
Add to Favorites
Get notified by e-email when there is new artworks from this artist.

Artist's Biography

Nascido em Campina Grande / PR, em 1944.

Chronology

Individual exhibitions

1957-63 Muda-se para o Rio de Janeiro e estuda gravura com Oswaldo Goeldi, no Atelier Livre de Gravura da Escola Nacional de Belas Artes.
1965 Participa de Opinião 65, no MAM, Rio de Janeiro. Primeira exposição individual na Europa, Galeria Houston-Brown, Paris. Participa da IV Bienal de Paris, onde ganha o prêmio de pintura. Prêmio Jovem Desenho Brasileiro, do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo.
1966-68 Vive em Paris. Em 1968, muda-se para Milão. Participa de Dialogue Between the East and the West, no Museu Nacional de Arte Moderna, Tóquio. Seus trabalhos são adquiridos pelo MoMA, New York.
1971 Participa da 6th International Exhibition, no Guggenheim Museum, New York.
1972 Recebe bolsa da J. Simon Guggenheim Foundation, New York, e o prêmio da International Exhibition of Original Drawing, em Rijeka .
1977 Viaja para Índia e Nepal, onde estuda as técnicas de produção artesanal de papel e produz o álbum Trama.
1980 Participa da 39° Biennale di Venezia, e da XVI Bienal de São Paulo.
1984 Individual na Städtische Galerie im Lenbachhaus, Munique. É convidado para An International Survey of Recent Painting and Sculpture, no MoMA, New York .
1985 Faz individual no Taipei Fine Arts Museum, Taiwan; e participa de A Generation of Italian Art, Finlândia.
1986 Participa da Prospect 86, na Kunstverein, Frankfurt .
1988 É bolsista do DAAD, Berlim. A Staatliche Kunsthalle, Berlim, apresenta seus trabalhos em papel.
1989 Muda-se para Colônia.
1990 Participa de Gegenwart/Ewigkeit, no Martin-Gropius-Bau, Berlim.
1992 Participa da Bilderweit Brasilien, na Kunsthaus, Zurique; e da Latin American Artists in the Twentieth Century, no Ludwig Museum, Colônia, e no MoMA, New York.
1994 Individual na Fundação Ursula Blickle, Kraichtal. O Institut Mathildenhöhe, Darmstadt, realiza uma grande exposição individual do artista. Participa da XXII Bienal de São Paulo.
1996 Suas obras complementam a exposição New Acquisitions, do Ludwig Museum, Colônia.
1997 Participa de Re-Aligning Vision: Alternative Currents in South American Drawing, no Museo del Barrio, New York .
1998 Participa da XXIV Bienal Internacional de São Paulo; e das exposições The Costantini Collection, no MAM, Rio de Janeiro; Poéticas da Cor, no Centro Cultural Light, Rio de Janeiro; e Moderno e Contemporâneo na Arte Brasileira, no MAM, São Paulo.
1999 A mostra individual Antologia 1965-1999 é apresentada na Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa. Participa de Global Conceptualism: Points of Origin, 1950s-1980s, no Queens Museum of Art, New York, e no Walker Art Center, Mineápolis; e da exposição Das Vanguardas ao Fim do Milênio, no Culturgest, Lisboa.
2000 Expõe no MIT List Visual Arts Center, Massachusetts; e no Miami Art Museum , Miami . O MAC, de Niterói, apresenta Antonio Dias na Coleção João Sattamini. Participa de Heterotopías: Medio Siglo Sin Lugar, 1918-1968, no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madri. Participa das exposições Spanning An Entire Ocean, no Culturgest, Lisboa; da Mostra do Redescobrimento, São Paulo; de Icon+Grid+Void: Art of the Americas from The Chase Manhattan Collection, na Americas Society Art Gallery, New York; e Arte Conceitual e Conceitualismos: Anos 70, no Museu de Arte Contemporânea/USP, São Paulo. A exposição Antonio Dias: O País Inventado, uma seleção de trabalhos dos últimos 30 anos de carreira do artista, é apresentada no MAM, Bahia, e na Casa Andrade Muricy, Curitiba.
2001 Esta exposição segue para o MAM de São Paulo e do Rio de Janeiro, Museu Vale do Rio Doce, de Vila Velha, ECCO, de Brasília, e para o Museu de Arte Contemporânea de Fortaleza. Participa de Experiências / Experiences, no Museum of Modern Art, Oxford.
2002 A itinerância de Antonio Dias: O País Inventado é concluída no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, Recife. Apresenta a individual Múltiplos, na galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea, Rio de Janeiro; e participa das coletivas Antonio Dias, Nelson Felix, na Celma Albuquerque Galeria de Arte, Belo Horizonte; Lucio Fontana – A Ótica do Invisível, no CCBB do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília; Identidades, no MAM, Rio de Janeiro; Paralela – A Contemporary Show Parallel to the XXV Bienal, São Paulo; Atelier Finep, no Paço Imperial, Rio de Janeiro; e Paralelos, no MAM, Rio de Janeiro.
2003 Integra as exposições Aproximações do Espírito Pop 1963-1968, no MAM, São Paulo; e Fronteras-Limites - Bordes/Grenzen, na Universidad Arcis/daad, Santiago do Chile.
2004 Participa de Beyond Geometry: Experiments in Form 1940s – 70s, no Los Angeles County Museum of Art, Los Angeles; de Inverted Utopias: Avant-Garde Art in Latin América, no Museum of Fine Art of Houston, Houston; de Arte Contemporânea Brasileira nas Coleções do Rio, no MAM, Rio de Janeiro; de MoMA at El Museo: Latin American and Caribbean Art from the Collection of The Museum of Modern Art, no Museo del Barrio, New York; e faz as individuais Antonio Dias, na Galeria Silvia Cintra, Rio de Janeiro; e Antonio Dias 2 + 2, na Galeria Artur Fidalgo, Rio de Janeiro.
2005 Realiza exposição individual na Galeria Luisa Strina; participa das coletivas Arte em Metrópolis, no Instituto Tomie Ohtake, Sao Paulo; Artecontemporânea, na galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea, Rio de Janeiro; O Corpo na Arte Contemporânea, no Itaú Cultural, São Paulo; e Mútiplos, na Galeria Arte 21, Rio de Janeiro.
2006 Participação em exposições coletivas: Dor, Forma e Beleza, na Estação Pinacoteca, Sao Paulo; Entre a Palavra e a Imagem, no ECCO - Espaço Cultural Contemporâneo, Brasília; Sites of Sculpture in Modern Brazil, no Henry Moore Institute, Leeds - UK; e a exposição Tropicália: A Revolution in Brazilian Culture é apresentada no Barbican Center, em Londres.
2007 Expõe novos trabalhos em individual, em Salvador, na Bahia, em Trabalhos Recentes / Recent Works, Paulo Darzé Galeria de Arte e em exposição coletiva, mostra seu trabalho na esposição Face to Face, Part 1, The Daros Collections, que mostra uma seleção da coleção internacional e a latino-americana, com escolha selecionada de peças que interagem no espaço Daros de Zurique, Suiça e no Brasil, em São Paulo, no MASP, Arte e Ousadia - o Brasil na Coleção Sattamini, dentre outras.

artworks